Artigos
Câmara de Bocaina do Sul
Câmara de Campo Belo do Sul
Câmara de Cerro Negro
Câmara de Otacílio Costa
Câmara de Rio Rufino
Câmara de São José do Cerrito
Câmara de Urubici
Câmara de Urupema
Câmara do Painel
Coluna DR.Manoel
Cultura
Editais
Editorial
Educação
Esportes
Estamos de Olho
Fique Sabendo
Geral
Meio Ambiente
Negócios
O Tema é...
Polícia
Política
Saúde
Tecnologia
Trânsito
 

Brigas em estádios quem perde é o torcedor
Cadastrado em: 1/7/2011

Tamanho da letra

Um tema que grita na sociedade é a disputa de torcidas com relação aos seus times preferidos; Ou seja, basta reunir dois times maiores para um jogo que sempre tem que morrer um. Seja culpa da polícia, briga bomba, tiro, sempre tem alguém que vai partir dessa pra melhor, pelo menos é o que se espera. O motivo de tudo isso é um time do coração que é somente do coração para o torcedor, porque o jogador troca de time como se troca de roupa e está interessado no seu dinheiro, ou seja, quanto mais zeros à direita em sua conta melhor.
O que é ridículo nisso tudo é que seria fácil de resolver grande parte dos problemas com torcidas, sem nem precisar acabar com torcidas organizadas. Basta uma conscientização do torcedor em saber a situação financeira comparar com o do jorgador e fazer com que torcidas adversárias deixem de existir! Pensem comigo, o Flamengo vai jogar com o Grêmio no Rio Grande do Sul em uma quarta feira à noite. Vem 2 mil torcedores do Flamengo em ônibus diretamente do Rio de Janeiro. São quase 12 horas de viagem (estimativa). Você acha que alguém que trabalha, que tem emprego, chefe, responsabilidades, vai passar 12 horas em um ônibus para ver um jogo de futebol!? É claro que não porque quem está ali provável que seja uma pessoa com poucas responsabilidades. Qualquer pessoa pode curtir futebol, tanto assistir quanto jogar, mas, chegar a discutir, brigar e matar por causa de 22 homens correndo atrás de uma bola não é uma coisa sensata. Por isso torço pro meu time, mas não ligo de ver jogos dos outros. Temos coisas mais importantes para nos preocupar como a situação da educação do país, fica aí o lembrete.

Fonte: Jornal O Palanque

Compartilhe esta página: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no MySpace

 

Nome:
E-mail:
 
 
ANO 13 - Nº 164 - SETEMBRO / OUTUBRO 2014
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free
Todos os direitos reservados à Jornal O Palanque - Produzido por WLSistemas
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas