Artigos
Câmara de Bocaina do Sul
Câmara de Campo Belo do Sul
Câmara de Cerro Negro
Câmara de Otacílio Costa
Câmara de Rio Rufino
Câmara de São José do Cerrito
Câmara de Urubici
Câmara de Urupema
Câmara do Painel
Coluna DR.Manoel
Cultura
Editais
Editorial
Educação
Esportes
Estamos de Olho
Fique Sabendo
Geral
Meio Ambiente
Negócios
O Tema é...
Polícia
Política
Saúde
Tecnologia
Trânsito
 

Para não "pegar a depressão econômica"
Cadastrado em: 28/4/2009

Tamanho da letra

Há vários meses, um dos assuntos mais noticiados pela mídia mundial é a crise financeira. Seja pela TV, rádio, jornal, internet, a crise é pauta constante: quedas na bolsa, demissões, arrocho salarial, recessão, depressão...
Para nós, ávidos consumidores de informação, nada disso é novidade. Quem não entende bem os termos econômicos, em primeira instância, trata logo de procurar saber mais... é normal isso, né? Você dá aquela buscadinha básica no Google com o termo "depressão econômica", por exemplo, e encontra nada mais de 240 mil citações sobre o tema com definição, aplicação, história...
Mas na semana passada, em minhas idas e vindas de metrô para o trabalho, me dei conta de que esse tema, tão falado, tratado e analisado pela mídia não é assim tão "popular" quanto se imagina. E lembrei que a informação, embora disseminada em diversas plataformas, ainda não é absorvida de forma útil por grande parte da população. E foi uma conversa entre três pessoas (um homem e duas mulheres) que me deu essa certeza.
- Nossa! Você viu o tanto de gente que perdeu o emprego lá na fábrica de aviões? Como chama mesmo? Embratel...
- Não, é Embraer, Embraer. Embratel é a empresa de DDD. Faz um 21, lembra?, respondeu o homem.
- É verdade, claro, Embraer. Será que não vende mais avião?
- Olha, acho que depois que o avião deles bateu no da GOL, a venda deve ter caído. Parece que tinha um aparelho lá que não funcionava, disse a terceira pessoa.
- Nada a ver, é a crise financeira. Não adianta fabricar avião se os ricaços que compravam estão com uma mão na frente e outra atrás, devendo muito dinheiro. E não é igual a gente deve não: R$ 100, 200 reais... tudo passa de R$ 1 milhão, disse novamente o homem.
- É... a Ivete (Sangalo) tem o dela, o Lula comprou um também. Depois disso, nunca mais ouvi falar. Sei de gente que aluga, mas não sei de gente compra...
- Nossa deve ser difícil para quem tinha muito dinheiro não ter mais, né? Por isso então que ontem o "Jornal Nacional" falava sobre o perigo de "pegar depressão econômica".

Fonte:

Compartilhe esta página: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no MySpace

 

Nome:
E-mail:
 
 
ANO 13 - Nº 164 - SETEMBRO / OUTUBRO 2014
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free
Todos os direitos reservados à Jornal O Palanque - Produzido por WLSistemas
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas