Artigos
Câmara de Bocaina do Sul
Câmara de Campo Belo do Sul
Câmara de Cerro Negro
Câmara de Otacílio Costa
Câmara de Rio Rufino
Câmara de São José do Cerrito
Câmara de Urubici
Câmara de Urupema
Câmara do Painel
Coluna DR.Manoel
Cultura
Editais
Editorial
Educação
Esportes
Estamos de Olho
Fique Sabendo
Geral
Meio Ambiente
Negócios
O Tema é...
Polícia
Política
Saúde
Tecnologia
Trânsito
 

Que crise que nada! Sai fora especulador!
Cadastrado em: 28/4/2009

Tamanho da letra

Crise, é a palavra que mais se escuta ultimamente, estamos em crise, o Brasil está em crise, o mundo está em crise, o universo.......
Não escuto mais reclamações de sogras, chefes chatos, filas em banco, transito caótico. Crise é a palavra da moda.
Como economista não nego que o mundo passa por uma retração de consumo, ajustes em mercados especulatórios, bolsas de valores em quedas vertiginosas buscando uma forma de regular ações inflacionadas. Mas um dos fatores mais graves em uma crise global é a histeria popular fortemente alimentada pela ação da mídia.
O consumidor, em crise, não gasta, esta com medo da crise.
O empresário, em crise, não investe, morre de medo da crise.
O governo, em crise, abaixa alíquotas para incentivar o consumo, arrecada menos e, com medo da crise, não investe.
O poupador, em crise, vende suas ações e coloca tudo na poupança. Conseqüentemente as ações caem, empresas com ações na bolsa sofrem queda, culpam a crise e, para ajustar as finanças, demitem.
O demitido esta em crise, não gasta, precisa recuperar o emprego o mais rápido possível, faz qualquer negócio a qualquer preço: “é a crise”, argumenta.
A dona de casa, em absoluta crise, reutiliza o óleo de fritura vinte vezes até virar graxa.
E por aí vai.......
Claro, a economia não funciona desta forma simplista, mas torna-se lugar comum reclamar e culpar qualquer situação pela crise.. Ações são tomadas sem medir conseqüências sempre respaldadas pelo mesmo motivo.
Não podemos esquecer que historicamente a economia global funciona em ciclos, crash em 1929, petróleo no fim da década de 70, mas sempre após um período destes vivenciamos uma aceleração econômica junto com surgimento de novas idéias e projetos.
Encontrei um amigo meu na fila do banco, parecia cansado, espirrava a todo o momento, perguntei o que havia, me respondeu com pesar: Crise meu caro, estamos em crise.... e eu achando que era um resfriado!!!

Fonte:

Compartilhe esta página: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no MySpace

 

Nome:
E-mail:
 
 
ANO 13 - Nº 164 - SETEMBRO / OUTUBRO 2014
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free
Todos os direitos reservados à Jornal O Palanque - Produzido por WLSistemas
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas