Artigos
Câmara de Bocaina do Sul
Câmara de Campo Belo do Sul
Câmara de Cerro Negro
Câmara de Otacílio Costa
Câmara de Rio Rufino
Câmara de São José do Cerrito
Câmara de Urubici
Câmara de Urupema
Câmara do Painel
Coluna DR.Manoel
Cultura
Editais
Editorial
Educação
Esportes
Estamos de Olho
Fique Sabendo
Geral
Meio Ambiente
Negócios
O Tema é...
Polícia
Política
Saúde
Tecnologia
Trânsito
 

Corrupção: o segmento mais competitivo do país
Cadastrado em: 3/5/2012

Tamanho da letra

A corrupção no Brasil afeta significativamente a vida dos cidadãos brasileiros. Há uma curva ascendente no índice que mede a eficiência no combate à corrupção no Brasil. Também todo mundo sabe que um dos principais problemas que dificultam o combate à corrupção ´e a cultura da impunidade ainda vigente no país. A Justiça Pública é morosa, e aqueles que podem pagar bons advogados dificilmente passam muito tempo na cadeia ou mesmo são punidos. Além disso, o fato de os políticos gozarem de direitos como o foro privilegiado e serem julgados de maneira diferente da do cidadão comum também contribui para a impunidade. Por outro lado, a demora no processo está vinculado à natureza contenciosa, que assegura direitos para as partes de moverem até o último recurso. O leitor sabe quanto a corrupção custa anualmente ao país? Pois bem, algo em torno de R$ 41,5 e R$ 69,1 bilhões por ano. Esses valores são de responsabilidade da FIESP (Federação das Indústrias de São Paulo). Ainda se sabe que, o custo com a corrupção representa entre 1,38% a 2,3% do PIB (Produto Interno Bruto) de tudo que o País produz a cada ano. O dinheiro desviado, se investido em educação por exemplo, poderia ampliar de 34,5 milhões para 51 milhões o número de estudantes matriculados nas redes públicas do ensino fundamental, além de melhorar as condições de vida dos brasileiros. O custo extremamente elevado da corrupção no Brasil prejudica o aumento da renda per capta, o crescimento e a competitividade do país, compromete a possibilidade de oferecer à população  melhores condições de infraestrutura e um ambiente de negócios mais estáveis. Ainda, se o desvio de verbas no país fosse menor, a quantidade dos leitos para internações nos hospitais públicos poderia subir de 367.397 para 694.409.

Fonte: Jornal O Palanque

Compartilhe esta página: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no MySpace

 

Nome:
E-mail:
 
 
ANO 13 - Nº 164 - SETEMBRO / OUTUBRO 2014
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free
Todos os direitos reservados à Jornal O Palanque - Produzido por WLSistemas
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas