Artigos
Câmara de Bocaina do Sul
Câmara de Campo Belo do Sul
Câmara de Cerro Negro
Câmara de Otacílio Costa
Câmara de Rio Rufino
Câmara de São José do Cerrito
Câmara de Urubici
Câmara de Urupema
Câmara do Painel
Coluna DR.Manoel
Cultura
Editais
Editorial
Educação
Esportes
Estamos de Olho
Fique Sabendo
Geral
Meio Ambiente
Negócios
O Tema é...
Polícia
Política
Saúde
Tecnologia
Trânsito
 

A educação no século XXI
Cadastrado em: 29/11/2013

Tamanho da letra

A educação pouco tem contribuído para o processo de formação da personalidade e para o desenvolvimento do pensamento. A escola e os pais estão perdidos e confusos quanto ao futuro dos jovens. Ao que tudo indica, o homem do século XXI será menos criativo do que o do século XX. Há um clima no ar que denuncia que o homem do futuro será repetidor de informações, e não pensadores. Será um homem com mais capacidade de dar respostas para a vida, ou seja, com menos capacidade  de superar seus desafios, de contemplar o belo, de lidar com suas dores, enfrentar as contradições da existência e perceber os sentimentos mais ocultos das pessoas. Infelizmente, será um homem com menos capacidade de proteger a sua emoção e com mais possibilidade de se expor a doenças psíquicas e psicossomáticas. A culpa não está nos professores, pois esses possuem um trabalho estressante e nem sempre têm salários dignos. A culpa está no sistema educacional que se arrasta por séculos, que possui teorias que pouco compreendem tanto o funcionamento multifocal da mente humana, como o processo de construção dos pensamentos.  Por isso, enfileira os alunos nas escolas de aula e os transforma em espectadores passivos do conhecimento, e não em agentes modificadores da sua história pessoal e social. Vivemos numa sociedade que exterioriza o homem. A competição predatória, a paranoia da estética e a paranoia do consumismo tem ferido o mundo das ideias, tem contraído o processo de interiorização e a busca de um sentido mais nobre para a vida. Invertemos os valores: a embalagem vale mais que o conteúdo, a estética mais do que a realidade. O resultado disso? Infelizmente está nos consultórios de psiquiatria e de clínicas médicas.

Fonte: Jornal O Palanque

Compartilhe esta página: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no MySpace

 

Nome:
E-mail:
 
 
ANO 13 - Nº 164 - SETEMBRO / OUTUBRO 2014
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free
Todos os direitos reservados à Jornal O Palanque - Produzido por WLSistemas
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas