Artigos
Câmara de Bocaina do Sul
Câmara de Campo Belo do Sul
Câmara de Cerro Negro
Câmara de Otacílio Costa
Câmara de Rio Rufino
Câmara de São José do Cerrito
Câmara de Urubici
Câmara de Urupema
Câmara do Painel
Coluna DR.Manoel
Cultura
Editais
Editorial
Educação
Esportes
Estamos de Olho
Fique Sabendo
Geral
Meio Ambiente
Negócios
O Tema é...
Polícia
Política
Saúde
Tecnologia
Trânsito
 

Política e religião não combina
Cadastrado em: 5/10/2014

Tamanho da letra

Na história política eleitoreira do país, desde há muitas décadas, tanto no Congresso Nacional, como em Assembléias Legislativas Estaduais e Câmaras de Vereadores as atuações de religiosos nunca foram duradouras, proveitosas e profícuas.
A primeira vista, o que se tem a impressão é que, padres, bispos e pastores devem exercer suas funções nos altares ou em púlpitos de suas respectivas igrejas; já que nos plenários legislativo ou nos gabinetes executivos os exercícios de suas funções não têm alcançado os sucessos esperados. Entretanto, a cada pleito eleitoral que acontece pelo país afora, sempre surgem as candidaturas de religiosos.
Os postulantes, muitas das vezes aproveitam de suas popularidades junto aos fiéis e lançam seus nomes a uma candidatura. Essa situação, em vez ajudar a formação de políticos tem mais atrapalhado que fortalecido os poderes constituídos. E comprovado está que até aqui, os que foram eleitos são incompetentes e não contam com preferências populares.
O que não fortalece o sistema eleitoral no País. Os padres, que têm voto de castidade, e que optaram pelo celibato, deveriam ao ingressar na vida religiosa também optar pela não participação na carreira política eleitoral, seja lá em qualquer circunstância. Já os pastores, principalmente aqueles que se intitulam “bispos”, também deveriam estar proibidos de participarem de campanhas eleitoreiras. Enfim, indaga-se, por qual motivo um religiosos que ser político. Pelos altos salários? Pelas falcatruas? Se não é por isso, então para que?
A bem da verdade, nem mesmo os eleitores estão satisfeitos com aqueles que foram candidatos e elegeram-se no último pleito.

Fonte: Jornal O Palanque

Compartilhe esta página: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no MySpace

 

Nome:
E-mail:
 
 
ANO 13 - Nº 164 - SETEMBRO / OUTUBRO 2014
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free
Todos os direitos reservados à Jornal O Palanque - Produzido por WLSistemas
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas