Artigos
Câmara de Bocaina do Sul
Câmara de Campo Belo do Sul
Câmara de Cerro Negro
Câmara de Otacílio Costa
Câmara de Rio Rufino
Câmara de São José do Cerrito
Câmara de Urubici
Câmara de Urupema
Câmara do Painel
Coluna DR.Manoel
Cultura
Editais
Editorial
Educação
Esportes
Estamos de Olho
Fique Sabendo
Geral
Meio Ambiente
Negócios
O Tema é...
Polícia
Política
Saúde
Tecnologia
Trânsito
 

Resolvendo problemas
Cadastrado em: 30/7/2009

Tamanho da letra

Como entender que num mercado tão competitivo subsistam  profissionais cuja ambição seja apenas o salário no fim do mês? Não são muitos hoje em dia, mas que eles resistem ao tempo, isso resistem.
A dona de casa  Fátima de Almeida é uma consumidora exigente e até reconhece ser chata. "Nata mais natural, pois quando estou num lugar para comprar algo quero ser bem atendida, já que  é um direito que tenho". Ai da balconista  que fizer de conta que não é com ela, quando dona Eva chega numa loja para comprar.
Há uma lição muito interessante no livro biográfico O Tempo do seu Celso, escrito pelo jornalista Domingos Pelegrini Júnior. O próprio personagem central, o fundador da Viação Garcia, Celso Garcia Cid, conta que ali pelos anos de 1950, estava  voltando de São Paulo em seu automóvel, quando se deparou com um ônibus da sua empresa parado à beira da estrada. O motorista estava irritado, esbravejando e chutando tudo, porque o ônibus havia parado ali por um problema mecânico que ele não sabia resolver.
Com muita calma, Celso Garcia pediu licença e se pôs a consertar a máquina. Conseguiu e foi embora sem que o motorista e nem os passageiros soubessem de quem se tratava.  Dois dias depois, pediu para a sua secretária chamar o motorista para uma conversa. Ao entrar na sala, o motorista ficou trêmulo: não imaginava que aquele homem que consertara o ônibus na estrada era o dono da empresa, o seu poderoso patrão.
Com muita calma e educação refinada, seu Celso pediu para que o homem se sentasse. Antes que ele falasse qualquer coisa, ordenou: "O Sr. passe no departamento pessoal que nós vamos lhe pagar todos os seus direitos e mais alguma coisa. Torço para que o senhor arrume um bom emprego, para continuar tendo a vida que tinha aqui". Não quis saber de explicações: "O senhor é um bom motorista, um profissional bom no volante e muito competente".

Fonte:

Compartilhe esta página: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no MySpace

 

Nome:
E-mail:
 
 
ANO 13 - Nº 164 - SETEMBRO / OUTUBRO 2014
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free
Todos os direitos reservados à Jornal O Palanque - Produzido por WLSistemas
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas