Artigos
Câmara de Bocaina do Sul
Câmara de Campo Belo do Sul
Câmara de Cerro Negro
Câmara de Otacílio Costa
Câmara de Rio Rufino
Câmara de São José do Cerrito
Câmara de Urubici
Câmara de Urupema
Câmara do Painel
Coluna DR.Manoel
Cultura
Editais
Editorial
Educação
Esportes
Estamos de Olho
Fique Sabendo
Geral
Meio Ambiente
Negócios
O Tema é...
Polícia
Política
Saúde
Tecnologia
Trânsito
 

Pedágio: um assalto ao bolso do contribuinte
Cadastrado em: 4/12/2009

Tamanho da letra

Na edição passada deste jornal, foi publicado nota na contracapa enfatizando a cobrança do pedágio na BR-116, especificamente no trecho entre Lages e Correia Pinto. A publicação destacou o quanto a cobrança é prejudicial à população, que, de certa forma, tem seu direito de ir e vir impedido. A nota também revelou detalhes sobre falhas no sistema de atendimento na referida praça.
De um modo geral, a praça de pedágio em Correia Pinto penaliza muito a população, principalmente quem precisa se deslocar diariamente da cidade para Lages. Essas pessoas, sobretudo os estudantes e trabalhadores, se obrigam a pagar duas ou mais vezes o pedágio no mesmo dia. Trata-se de uma cobrança absurda, cruel e, por que não, ilegal.
Como porta-voz da população como sempre foi, o Jornal O Palanque é totalmente contra a cobrança de pedágio, seja em qual for a situação, e mesmo que a medida seja um mecanismo para promover a melhoria nas estradas e a garantia pela sua manutenção. Em nosso entendimento, a população já é penalizada por uma enorme carga tributária que, em tese, deveria ser destinada para a manutenção das estradas, o que, às vezes , não acontece. Além do mais, a prática de colocar cancelas nas estradas para cobrar o pedágio, significa uma afronta aos direitos constitucionais do cidadão de ir e vir.  Por fim, consideramos o sistema de cobrança de pedágio nas rodovias um ato de injustiça contra a população, uma prática que tira o dinheiro suado do bolso do contribuinte, que, diga-se de passagem, sempre está pagando a conta, pois como foi destacado anteriormente, o contribuinte já paga uma pesada carga tributária. Aliás, o brasileiro é quem paga uma das maiores cargas tributárias do Mundo.

Fonte: Jornal O Palanque

Compartilhe esta página: Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no MySpace

 

Nome:
E-mail:
 
 
ANO 13 - Nº 164 - SETEMBRO / OUTUBRO 2014
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto new balance nike air max adidas Scarpe nike free
Todos os direitos reservados à Jornal O Palanque - Produzido por WLSistemas
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas